segunda-feira, 7 de setembro de 2015



















Corpos que fomentam o amor... Nus em gestos, atos, palavras e omissões. Corpos em evolução... Na luxúria da carne, phalo em voz, erectos extensos e escuridão. Corpos na paixão... Possuidos em desejos... Entre quatro paredes, ou até mesmo no chão. Corpos entrelaçados no prazer... Sentindo dores, ardências, gozos, delírios e viver

tudo meu